TRAILER PERFEITO

 
O Moby1 C2 Trailer  é um trailer, perfeito por trás de uma moto. 
É leve, barato com pouco peso. 
É customizável e pode adicionar armários e uma bancada de cozinha. 
Perfeito na minha próxima viagem! 
Além disso tem espaço para bancada de cozinha e limpeza, armários e interiores na cabine para armazenamento de roupas e equipamentos.
 









CADEIRA MÁGICA

 
Criar uma cadeira bacana é um grande desafio para qualquer designer.
Mas Davide Conti tem um projeto que faz inveja.
Os pés são de acrílico reforçado e de lado
a impressão são de cadeiras flutuantes.
(via Hypeness)

Designers franceses criam almofada no formato de pedra



Editora Globo À primeira vista, as almofadas desenvolvidas pelo estúdio de design frânces Smarin podem não parecer muito confortáveis.

E não é para menos. Com a aparência de pedra, elas confundem quem procura um lugar agradável para sentar ou descansar.

 Mas, ao tocá-las, a sensação de desconforto é dissipada.

 As Livingstones, como são chamadas, são produzidas em diversos tamanhos, e a proposta é utilizar muitas delas em um único ambiente.


Editora Globo




Empresa cria boné com MP3

O Cap MP3 é um boné com um sistema de MP3 acoplado à sua aba.

A inovação do produto foi pensada para o público de corredores e ciclistas como uma ferramenta de entretenimento portátil e prática.


O boné tem um chip de processamento digital, um equalizador de sete canais e memória interna de 2GB. A bateria tem duração de até 30 horas, e todos os arquivos podem ser transferidos via USB para o gadget.

A marca fabricante do produto, Hammacher Schelemmer, está comercializando o acessório por US$ 99,95 (o equivalente a aproximadamente R$ 175).

Campanha virou a loja de cabeça para baixo

A agência de comunicação canadense Cossette West criou uma campanha para a filial da Gap em Vancouver, no Canadá, na qual a loja inteira foi virada de cabeça para baixo. A campanha fez parte do programa Sprize, de fidelização do cliente, que dava créditos de compras para as pessoas que comprassem as roupas à vista. O processo demorou 12 horas e manequins, carros, placas, roupas e até um carrinho de cachorro-quente foram invertidos. Nem o logotipo na sacola escapou. A loja ficou montada dessa forma por 4

A Cossette West existe há 35 anos e é uma das principais firmas de comunicação do oeste canadense. A GAP é um empreendimento varejista que nasceu em 1969, iniciativa dos empresários Doris e Don Fisher. A primeira loja foi aberta em São Francisco, nos Estados Unidos, e hoje possui lojas em vários países.

Fonte: Pequenas Empresas Grandes Negócios

Fruteira feita de lápis de cor dá visual diferente para a cozinha

O 36 Pencil Bowl é uma peça decorativa criada pelo designer holandês Michiel Cornelissen. O produto é uma base feita de poliamida com espaço para colocar 36 lápis coloridos, que o transforma em uma fruteira com conceito nostálgico e divertido, além de funcionar como um porta lápis propriamente dito. O designer quer que a criatividade seja estimulada para que o dono monte o produto como achar melhor, como, por exemplo, apenas com lápis de determinada cor. À venda na loja online Shapeways, ele tem 12,6 cm de diâmetro e custa R$ 117.


Michiel Cornelissen é designer de produtos e diz ter paixão pela inovação com funcionalidade. Ele já trabalhou com design de produtos de consumo e médios, mas gosta de se aventurar no desenvolvimento e projetos de móveis, joias e itens pessoais.

Mochilas inspiram design de sofá

A empresa belga de design Quinze & Milan criou um sofá mais resistente e cheio de bolsos com zíper, com inspiração na aparência de mochilas de viagens e escolares. O mesmo tipo de tecido resistente das mochilas foi utilizado no sofá.

                                       
Batizado de Built to Resi(s)t, foi desenvolvido especialmente para a exposição de design de móveis Salone Internazionale del Mobile, que acontece em Milão, na Itália, no próximo mês. Mais especificamente, o sofá será parte também do stand da fabricante de bolsas e mochilas Eastpak, que deve firmar uma parceria com a Quinze & Milan para lançar o produto no mercado.
                                                  

Estabelecida em 1999, a Quinze & Milan é uma empresa de design de móveis criada pelos artistas conceituais Arne Quinze e Yves Milan. A marca desenvolve produtos para áreas públicas, lares e escritórios. A empresa também atua como distribuidora para jovens designers e arquitetos.
Fonte: Pequenas Empresas Grandes Negócios

Designer cria relógio em braille

Criador quis maneira discreta e simples para os deficientes visuais saberem as horas


Há alguns relógios no mercado destinados às pessoas com deficiência visual, mas o designer David Chavez oferece uma alternativa mais discreta para quem não consegue enxergar saber as horas. Chamado de Haptica - que significa relativo ao tato - o relógio desenvolvido por Chavez mostra as horas em um sistema rotativo em braille. Desta forma, o usuário pode ter uma leitura rápida e precisa do tempo sem chamar atenção. Os pontos em alto relevo são giratórios e os números mudam com o passar do tempo.



Descendente de holandeses, escoceses e mexicanos, David Chavez nasceu e trabalha em São Francisco, Califórnia, nos Estados Unidos, e busca investidores que queiram lançar seu produto no mercado. Projetista de produtos, ele define sua busca dentro do design a resolução de problemas e humanismo. Ele acredita ser inerente e obrigatório ao setor a inovação consciente. 
Fonte: Pequenas Empresas Grandes Negócios

Grande sacada

Realmente é uma grande sacada  os adesivos decorativos, além de serem econômicos, não atravancam o espaço cada vez menores dos apartamentos e dão um toque conteporâneo.  Veja a matéria:


Adesivo é tudo!
Econômicos e fáceis de aplicar, os adesivos de paredes agradaram muito o gosto do brasileiro e está cada vez mais fácil encontrá-los no mercado. Inspire-se nessas sugestões de aplicação.

Por Helene Zaro Koller

Mudar a cara de um ambiente pode ser mais fácil do que você imagina: os adesivos de parede são simples de aplicar (você mesmo pode fazê-lo), estão disponíveis em inúmeras formas e cores e ainda garantem um toque moderno à decoração. Não perca tempo e mergulhe em nossa seleção de 28 idéias – uma (ou várias) delas será a transformação perfeita que dará brilho àquele cantinho apagado da sua casa. Outros materiais, como resina, madeira, tinta e papelão, também podem transformar suas paredes. 




Acerte na aplicação do adesivo
• Antes de colar a imagem, certifique-se de que a superfície esteja limpa, lisa e seca.
• Use uma espátula para eliminar bolhas ao transferir o adesivo para a parede.
• Se o desenho é grande, peça ajuda. Demarcar a área desejada também é uma boa estratégia.
• Ao reunir temas diferentes, opte por uma pequena variação de cor. Para acertar na composição, ensaie antes. Recorte o contorno das figuras, pregue fita crepe por trás e experimente a melhor composição.
• Limpe, preferencialmente, com pano úmido.

Veja em http://casa.abril.com.br/materias/moveis

O que esperar da decoração, do design e da arquitetura nos próximos 12 meses? Para o designer a tendência é personalizar



Todo início de ano, surge a mesma pergunta: o que vai ser quente de agora em diante? As pessoas querem saber que cor será a mais vista nas lojas, que tipo de material vai ser mais usado para revestir pisos e paredes, quais formas serão mais exploradas na decoração. Para o designer Marcelo Rosenbaum, essas questões não têm resposta exata. “É preciso fazer uma casa que tenha a ver com as pessoas que moram nela, essa é a grande tendência”, explica. Pedimos que ele selecionasse as 5 coisas que deverão ser levadas em conta na hora de decorar, construir ou reformar em 2010. A boa notícia é que as dicas de Rosenbaum valem não só para 2010, mas também para 2011, 2012, 2013... (Fonte: Revista Casa e Jardim)

Identidade

Um dos pontos mais importantes é que os ambientes precisam refletir o jeito e o espírito de quem vive ali. Atender às necessidades dos moradores e imprimir marcas próprias é essencial. “Gosto de incluir brasilidade, por exemplo, algo regional, peças conscientes”, diz o designer.

Inclusão

Se for possível deixar a sua casa com o visual que você quer e ainda ajudar outras pessoas com isso, então, por que não? Preste atenção em produtos feitos por cooperativas, comunidades, ONGs... Dá para encontrar diversos móveis e objetos bacanas e ainda colaborar com quem precisa. “É aquele papo do ‘ecochato’, mas é verdade”, explica.

Cor

Abuse das cores e das estampas de que você gosta. Isso ajuda a decorar a casa com personalidade e dá aos ambientes uma cara mais alegre. “Sempre com harmonia e com bom gosto, é claro”, alerta Rosenbaum.

Verdade

Na hora de construir, decorar ou reformar, aproveite para reforçar os valores em que você acredita. Não adianta fazer um quarto igualzinho ao que você viu na televisão, se aquelas peças, aqueles materiais e aquelas cores não refletem o seu modo de vida.

Autoestima

Antes de tudo é preciso ter autoestima e usar isso ao decorar a sua casa. Faça o que tem a ver com as suas preferências. Para o designer, o limite é o bom senso. “E tem a questão do gosto, que é relativo. O que para uma pessoa é bonito, para outra pode ser feio”, completa.
Referência: http://www.portalmoveleiro.com.br/



Design ajuda crianças disléxicas

   

Associar o design à dislexia resultou num recente projecto  electrónico, aplicado à língua inglesa, que promete ajudar as crianças com dislexia a aprender a ler. 

Conciliar a visão, o som e o movimento pode ser uma ajuda para as crianças disléxicas. A dificuldade em aprender a ler pode ser simplificada. Um recente projecto electrónico, que será apresentado nos Estados Unidos só em Fevereiro, promete ser uma ajuda para educadores e professores. 
A investigação na área da Arte e do Design resultou num método, desenvolvido pela Universidade de Cincinnati, nos EUA, aplicado à língua inglesa. O objectivo é melhorar as capacidades de leitura de crianças entre os 9 e 11 anos.  

O projecto consiste em associar o desenho da letra a algum objecto com esse som. "A criança com dislexia consegue ler a letra 'b'. Mas não consegue rapidamente lembrar-se que, a esse símbolo, associamos o som 'bê'", explica Renee Seward, ligada ao projecto. 
A investigadora refere ainda que é essencial saber que a dislexia não se deve a problemas de percepção visual. Está enraizada na memória. Os indivíduos com dislexia têm dificuldade em fazer uma ligação rápida entre um som e a letra que representa esse som. O projecto, com o título Reading by Design: Visualizing Phonemic Sound for Dyslexic Readers 9-11 Years Old, será apresentado nos EUA e em Espanha nos próximos meses. 
Raquel Albuquerque (www.expresso.pt) 
   

O reino vegetal como ele é

   

O novo design reproduz a natureza em seu estado selvagem. Com a ajuda da tecnologia moderna
Desenhos inspirados no mundo vegetal não são exatamente uma novidade nos domínios do design. Por todo o século 20, das cadeiras de metal inglesas, passando pelo universo estilizado do art nouveau e pelas não poucas incursões orgânicas da década de 50, árvores e arbustos, flores e galhos jamais deixaram de emprestar suas formas ao desenho dos móveis.

Mais afeitos a reproduzir em suas peças um sentido de ordem e harmonia no reino vegetal, aos designers de então, em nome da elegância, qualquer simplificação parecia sempre bem-vinda. Nenhuma menção à estruturação, por vezes caótica, de ramos, troncos e galhos, nem ao desenho assimétrico e irregular de folhas e pétalas.
mais...